OK
» Notícias

POA continuam em luta pela valorização

01/08/2013
Aumentar tamanho da letraDiminuir tamanho da letra
POA continuam em luta pela valorização

DDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDD

Os municipários e municipalizados de Porto Alegre estiveram reunidos em assembleia extraordinária na Câmara de Vereadores, convocada pelo Sindicato dos Odontologistas no Estado do Rio Grande do Sul (SOERGS), na quarta-feira, 31 de julho, para deliberar ações a respeito do movimento de valorização e definir metas a partir da negativa do governo Fortunati em encaminhar os projetos da categoria à Câmara de Vereadores. Na ocasião, estiveram presentes ainda o coordenador do CECO, Bernardo Godolphim, e o conselheiro do CRO-RS, Fernando Vidal. Ficou acordado na reunião que a luta pela valorização da categoria continua.

Várias irregularidades e notícias de falta de atendimento adequado tem sido encaminhadas ao SOERGS. O presidente do SOERGS, Andrew Lemos Pacheco, está recebendo as denuncias e se comprometeu a averiguar as situações para tomar as medidas cabíveis. “Enquanto o prefeito Fortunati acredita que está tudo bem com a saúde bucal de Porto Alegre e opta por deixar de lado os investimentos nesta área, temos notícias de pessoas que simplesmente não tem atendimento e profissionais que, apesar de fazer o possível para atender as demandas, não conseguem desempenhar seu trabalho devido às condições de trabalho”, explica. Além disso, o SOERGS tem informações de que existem cirurgiões-dentistas que foram contratados pelo Imesf, para atender nas equipes dos PSFs e que estão sendo deslocados para atender em outras unidades de saúde, em deslocamento de função. “Todos os fatos serão apurados e divulgados pelo sindicato, não podemos fechar os olhos. Como profissionais da saúde, precisamos preservar e alertar a população”, conclui.

Hoje, a Secretaria Municipal da Saúde conta com o serviço dos Centros de Especialidades Odontológicas, mas os concursos realizados contemplam apenas cirurgiões-dentistas. Os dentistas especialistas acabam sendo deslocados para exercer estas funções sem receber um salário compatível com a atividade. Em outras unidades existe a falta de profissionais especialistas para efetuar o atendimento. “A saúde bucal tem sido deixada de lado nas administrações públicas. A demanda reprimida de atendimento é muito grande. Porto Alegre será inovadora se investir neste sentido, com a devida valorização dos profissionais em suas especialidades o maior beneficiado será a população com mais agilidade e qualidade no atendimento”, explica Pacheco.


Entenda a mobilização


Em reunião realizada com as entidades da odontologia e a comissão dos municipários no último dia 24 de julho, o prefeito Fortunati, alegando medidas restritivas com o contingenciamento de políticas públicas na cidade, anunciou que está impedido de tomar iniciativas para a saúde bucal. “Vou anunciar medidas restritivas e o tamanho do corte no orçamento ainda está sendo calculado, mas não será pequeno, o que me impede de anunciar qualquer tipo de investimento agora”, afirmou. Na opinião do presidente do SOERGS, Andrew Lemos Pacheco, a saúde bucal não pode ser deixada de lado. “Entendemos e somos parceiros nesta construção, entretanto, precisamos estabelecer uma política pública de saúde bucal mais eficiente e para isso é necessário investimento. O que vemos diariamente é a falta de acesso da população à um serviço tão essencial. Se o cobertor é curto, precisamos adequá-lo às necessidades”, afirma Pacheco. Na mesma linha, o coordenador do CECO defende a saúde bucal como prioridade. “Na administração pública todas as decisões são uma questão de opção. Neste sentido, pedimos ao prefeito que olhe para a questão da saúde bucal como prioridade”, afirma Godolphim. O Conselheiro do CRO-RS afirmou que a mobilização continua.”Os pleitos são justos. Vamos buscar formas de continuar a luta”, colocou Vidal.


Em apoio à categoria, o presidente da Câmara lamentou a falta de avanços na área. “Infelizmente não conseguimos avançar muito, mas iremos continuar o diálogo com a prefeitura. O certo é que nós precisamos de mais dentistas na saúde preventiva e nas Unidades Básicas de Saúde, e só vamos conseguir isto com a valorização dos profissionais”, avaliou Dr. Thiago. O dentista e vereador Mario Manfro, reafirmou a necessidade de que a saúde pública passe a encarar a odontologia como prioridade, especialmente na prevenção. “Estamos atrasados, falar em especialidade quer dizer otimizar o trabalho e economizar, trazer mais benefício para a população de Porto Alegre, é uma questão de opção”, defende.


Outras duas audiências haviam sido realizadas anteriormente com o vice-prefeito e a expectativa era de que a prefeitura apresentasse desta vez uma solução definitiva para o problema enfrentado pelos municipários. O prefeito Fortunati já havia assumido o compromisso de encaminhar os projetos com a categoria em um café da manhã realizado com as entidades no CRO-RS, quando ainda estava em campanha para a Prefeitura.


Leia mais notícias sobre:

 

Outras informações desta seção:
Doação de Órgãos
  • Saúde Rio Grande
Facebook
Rua Dr. Flores, 323 - 4º andar - Porto Alegre/RS | Fones:(51) 3224.5741 e (51) 3224.9491 - soergs@soergs.org.br
Horário de funcionamento: segunda à quinta das 13h às 18h e sextas das 9h às 13h
msmidia.com