OK
» Notícias

Fortunati anuncia cortes e Soergs lamenta falta de investimentos na Saúde Bucal

23/08/2013
Aumentar tamanho da letraDiminuir tamanho da letra

O prefeito José Fortunati anunciou ontem, 22, o pacote de medidas para equilibrar as contas da prefeitura de Porto Alegre. Durante a explicação, o prefeito garantiu que as medidas não afetarão os investimentos em saúde. Entretanto, no dia 24 de julho, o Sindicato dos Odontologistas acompanhou a comissão dos dentistas municipários e municipalizados de Porto Alegre em audiência com Fortunati e o vice Sebastião Melo, além dos secretários Carlos Henrique Casartelli (Saúde), Roberto Bertoncini (Fazenda) e Izabel Matte (Planejamento Estratégico e Orçamento), para dar prosseguimento às demandas trazidas pela categoria, em busca de melhorias para a saúde bucal dos portoalegrenses e ações de valorização profissional. Alegando as medidas restritivas com o contingenciamento de políticas públicas na cidade, o prefeito anunciou que estaria impedido de tomar iniciativas para a saúde bucal. Se para a população, o governo Fortunati garantiu manter investimentos na área da saúde, por que o prefeito se nega em encaminhar os projetos da categoria à Câmara de Vereadores? A população está sendo prejudicada com a falta de investimentos em uma área que já sofre com número reduzido de profissionais e de atendimento.

Na opinião de Andrew Lemos Pacheco, presidente do SOERGS, a saúde começa pela boca e não pode ser deixada de lado. “Entendemos e somos parceiros nesta construção, entretanto, precisamos estabelecer uma política pública de saúde bucal mais eficiente e para isso é necessário investimento. O que vemos diariamente é a falta de acesso da população à um serviço tão essencial. Se o cobertor é curto, precisamos adequá-lo às necessidades”, explica. Na mesma linha, Bernardo Godolphim, coordenador do CECO, defende a saúde bucal como prioridade. “Na administração pública todas as decisões são uma questão de opção. Neste sentido, pedimos ao prefeito que olhe para a questão da saúde bucal como prioridade”, afirma.

“A saúde bucal tem sido deixada de lado nas administrações públicas. A demanda reprimida de atendimento é muito grande. Porto Alegre será inovadora se investir neste sentido, com a devida valorização dos profissionais em suas especialidades o maior beneficiado será a população com mais agilidade e qualidade no atendimento”, finaliza Pacheco.


Leia mais notícias sobre:

 

Outras informações desta seção:
Doação de Órgãos
  • Saúde Rio Grande
Facebook
Rua Dr. Flores, 323 - 4º andar - Porto Alegre/RS | Fones:(51) 3224.5741 e (51) 3224.9491 - soergs@soergs.org.br
Horário de funcionamento: segunda à quinta das 13h às 18h e sextas das 9h às 13h
msmidia.com